Foz do Iguaçu receberá Enéias Tavares escritor de Literatura Steampunk Brasileira

 

É de conhecimento geral que nossa cidade tem muitos atrativos naturais, e que eles atraem milhares de turistas. Porém, o que nós, os moradores, não nos habituamos a pensar em como esse nosso grande quintal é naturalmente um cenário em potencial para as mais incríveis histórias!

Sim, durante todos esses anos, tivemos alguns trabalhos que falam da beleza das Cataratas, da magnitude da Itaipu e da efervescência da fronteira. Porém, somente de poucos anos para cá a fantasia vem explorando esse caldeirão de possibilidades e o expandindo para além da realidade. Autores brasileiros do gênero deixam um pouco de lado o litoral e as grandes cidades e usam aquele ar de mistério, magia e natureza que só existe aqui.

Como exemplos de fantasias focadas em romances temos Josy Stoque com a sua série dos Qu4tro Elementos, que usa o cenário das Cataratas como um fator importante no passado da sua personagem principal; e Nacqua – o Reino Escondido, da Cristina de Azevedo, revelando um mundo de seres aquáticos escondidos nas águas que cercam a cidade. Também temos o autor local, Alexandre Kalfeld, com o livro O Anatomista de Dragões, que ilustra a época da passagem da Coluna Prestes em um início de Foz do Iguaçu, onde a fronteira era usada para o tráfico de dragões.

O gênero Steampunk Trata-se de um estilo de fantasia onde nos deparamos com uma tecnologia retrô, que traz soluções futurísticas em um tempo onde a energia elétrica estava dando os seus primeiros passos. Assim, em obras desse estilo, podemos encontrar computadores de madeiras e aviões a vapor. É baseado num universo de ficção cientifica criado por autores consagrados, como Júlio Verne, no fim do século XIX, e mostra uma realidade espaço-temporal na qual a tecnologia mecânica a vapor teria evoluído até níveis impossíveis (ou pelo menos improváveis), com automóveis super velozes e até mesmo robôs.

 Foz do Iguaçu estará sob os holofotes da literatura Steampunk brasileira: no dia em que completa seus 103 anos, os autores Enéias Tavares e Alexandre Kalfeld irão apresentar o conto “Vitória, Bento & Mambá contra os Monstros de Ferro de Foz do Iguaçu”. O lançamento da obra será em conjunto com o booktour “Experiência Folhetinesca do Ano”, em que o escritor gaúcho virá para a cidade lançar a sua nova novela do universo Brasiliana Steampunk. Para leitores de fantasia, aqueles que têm pretensões de produzir trabalhos dentro desse gênero ou simplesmente para quem ficou curioso, o evento, ele será aberto ao público e acontecerá na Livrarias Curitiba, no Shopping Catuaí Palladium, a partir das 19hs no dia 10 de junho. Além do lançamento, acontecerá um bate-papo com o autor, onde ele falará sobre como é ser um escritor de fantasia no Brasil, as possibilidades do mercado literário e, é claro, porque Foz do Iguaçu foi a única cidade do interior escolhida por ele para fazer parte desse booktour.

page_1

Sobre o conto:

Em “Vitória, Bento & Mambá contra os Monstros de Ferro de Foz do Iguaçu”, os heróis de Brasiliana Steampunk se juntam ao guerreiro indígena Mambá para solucionar um mistério terrível que envolve uma multinacional demoníaca e as fabulosas criaturas que estiveram na fundação da Assombrosa Foz do Iguaçu. Nesta novela, literatura brasileira, folclore paranaense & fantasia steampunk se encontram numa aventura extraordinária!

image001

A novela será lançada na Amazon via Kindle Unlimited, como outros contos de Brasiliana Steampunk. Porém, aos presentes no evento no dia 10, haverá uma surpresa mais que especial: adquirindo “Guanabara Real – A Alcova da Morte” o leitor ganhará gratuitamente um exemplar impresso de “Os Monstros de Ferro de Foz do Iguaçu”! Mas, chegue cedo, pois a tiragem é limitada: apenas 100 exemplares numerados e autografados pelos autores.

webcard-evento-alcova-da-morte

Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/138354170045241/

Enéias Tavares é professor na UFSM, produtor transmídia e criador das séries literárias Brasiliana Steampunk e Guanabara Real, cujos primeiros volumes “A Lição de Anatomia do Temível Dr. Louison” (2014) e “A Alcova da Morte” (2017) tem recebido atenção do público e da crítica. Colunista do portal CosmoNerd e sócio da empresa de comunicação jovem e nerd Grupo EPIC, tem desenvolvido projetos de games, livros e audiovisual. É também o curador da exposição “Fantástico Brasileiro”, ao lado de Bruno Matangrano (USP), projeto que reconta a história da literatura brasileira através de um viés fantástico e insólito.

Anúncios

FantasyLine – Ano II

FantasyLine – Ano II
3 dias dedicados ao Universo Fantástico e à Criatividade

14542402_1758979651023742_6108345512968959780_o

O FantasyLine é um evento organizado pela ALEFI (Academia de Letras de Foz do Iguaçu) e tem como proposta promover atividades relacionadas com a temática ‘Fantasia’, dando ênfase para as produções autorais que o meio literário é capaz de gerar. Em sua segunda edição, irá além das páginas escritas e contemplará as atividades ligadas ao universo criativo dessa temática. Durante três dias, os apreciados mundos do RPG, boardgames, cardgames e videogames compartilharão espaço com aqueles que conhecem a magia de construir mundos imaginários como ninguém: autores de livros de literatura fantástica brasileira. Através dessa proximidade com quem já tem um trabalho consolidado, seja na literatura, na música, nos games, nas mídias sociais ou nos quadrinhos, a ALEFI quer incentivar crianças, jovens e adultos (por que não?) a finalmente tirarem aquele projeto-sonho da gaveta e torná-lo realidade.

O evento acontecerá no Shopping Catuaí Palladium e conta com o apoio de entidades culturais, instituições e empresas. O palco dará espaço para que produtores e artistas locais também apresentem e divulguem seus trabalhos. As atividades de palco terão de participação livres, no espaço aberto do shopping. Já as atividades de competições acontecerão dentro da Sala de Exposições do evento, onde será necessário que o público adquira um passaporte de participação.  O passaporte custa R$ 20,00 para os dois dias, R$15,00 um único dia, e darão acesso aos campeonatos de cardgame e videogames, às mesas de boardgames e RPG, além de atividades como a Copa das Casas, Workshops de maquiagem e caracterização de personagem, do Concurso de Cosplay e da Caça ao Tesouro.

Mais informações sobre a programação, atrações e como adquirir o passaporte, é só acessar a fanpage do evento: facebook/eventofantasyline

14686527_135539386909855_1268925437_n

SEXTA – DIA 28
Noite:
19h30 – Abertura do evento com Apresentação Cultural;
20h30 – Bate-Papo: a História das HQs, com Rodrigo Guedes e Buguno Almeida;

 SÁBADO – DIA 29
Manhã:
10h30 – Abertura da sala de jogos e exposição | Apresentação Cultural;
11h30 – Palestra ‘Como a internet pode fazer com que você leia mais livros’;
12h30 – Copa das Casas: quiz de Harry Potter que será realizado na Livrarias Curitiba;

Tarde:
13h30 – Palestra sobre Criatividade e Cultura Pop;
15h00 – Palestra Literatura Fantástica e Cultura Brasileira, com Christopher Kastensmidt, Enéias Tavares e Felipe Castilho;
16h00 – Apresentação da companhia de Dança e Cia de Santa Terezinha de Itaipu;
17h00 – Final do campeonato de card game Yu-Gi-Oh!;
17h30 – Apresentação da peça Do Divino ao Profano;

Noite:
18h40 – Apresentação Cultural com a Banda Panda;
19h00 – Palestra com Edu Falaschi.

DOMINGO – DIA 30
Manhã:
11h00 – Abertura da sala de jogos e exposição;
11h00 – Bate-papo com escritores sobre o cenário atual da Literatura Fantástica Brasileira (Publicações e como publicar, mercado editorial nacional);
12h00 – Palestra com os autores das Crônicas dos Senhores do Castelo – Norris e Brasman;

Tarde:
13h00 – Palestra sobre games com Christopher Kastensmidt;
15h00 – Palestra A importância dos Quadrinhos, com Alexandre Beck e lançamento dos livros Armandinho volumes 8 e 9;
17h00 – Final do Campeonato de Card Game Magic: The Gathering;
18h00 – Final da competição de Cosplay e premiações.

Local: Shopping Catuaí Palladium
Horários:
Dia 28, a partir 19h30
Dia 29, a partir 10h30
Dia 30, a partir 11h30
Organização: Academia de Letras de Foz do Iguaçu

Concurso Contos de Fantasia FantasyLine

Como parte integrante do evento FantasyLine, a Academia de Letras de Foz do Iguaçu promove o Concurso de Contos de Fantasia FantasyLine, com o objetivo de estimular a produção escrita e dar oportunidade para os aspirantes a escritores da cidade mostrarem seu talento.

Wallpaper

De acordo com a temática do evento, serão aceitos apenas contos do gênero fantasia, pertencentes a autores residentes em Foz do Iguaçu, sem limite de idade. As obras enviadas deverão seguir o seguinte regulamento:

  • O conto participante deverá:
    1. ser de ficção, do gênero fantasia, onde a magia pode estar elencada com o elementos diversos, como sobrenatural, romance e mesmo sci-fi (até o limite da sua imaginação);
    2. O conto deverá ser apresentado em língua portuguesa, digitado em espaço 1,5 (um e meio), com fonte Times New Roman, tamanho 11 (onze), recorrendo a itálicos ou negrito (bold) apenas quando se justifique, parágrafos justificados (alinhados à esquerda e direita) e obedecer a um limite máximo de 05 (cinco) páginas;
    3. não ter participado de outros concursos e não estar disponível na internet;
    4. ser original, inédito e não estar com decisão pendente em qualquer outra circunstância de aprovação (editora, concurso, prêmio);
    5. Ser enviado como anexo (em pdf ou arquivo de word) para o email: escritoresdefoz@gmail.com com o seguinte título: Concurso Fantasy – Nome do Conto;
    6. No e-mail deverão conter as seguintes informações: nome completo, idade, contatos, endereço, mini-biografia;
    7. O conto deverá enviado até o dia 31 de outubro. Envios após essa data serão desconsiderados. A ALEFI não se responsabilizará por problemas técnicos ocorridos durante o envio, e a data constada no e-mail será a considerada.
  • Poderão participar autores iguaçuenses, maiores de idade ou que tenham a autorização dos pais caso forem menores de idade;
  • Está vedada a participação de autores que já fazem parte da ALEFI;
  • Ao participar do concurso, o concorrente declara que:
    1. O conto é original, inédito e não foi apresentado a nenhum outro concurso com decisão pendente;
    2. É titular de todos os direitos de exploração do conto a concurso e que estes não se encontram onerados seja a que título for;
    3. Não conhece qualquer ação de terceiros que coloque em causa a autoria do conto ou os direitos de exploração do mesmo;
    4. Ser o único responsável por reclamações judiciais ou extrajudiciais em relação ao conteúdo ou à titularidade do conto.
  • Sobre o julgamento:
    • Os contos serão julgados por membros da ALEFI, avaliando seu conteúdo e forma escrita.
  • Sobre o resultado:
    1. O resultado do concurso será divulgado no dia 28 de novembro;
    2. Os três melhores contos serão premiados com kits de livros de escritores da ALEFI;
    3. Os 10 finalistas receberão certificados de participação do Concurso.

Boa Sorte!

FANTASYLINE

UM DIA INTEIRO DEDICADO AOS LIVROS DE FANTASIA!

No dia 18 de setembro a Academia de Letras de Foz do Iguaçu promoverá um evento focado em Literatura de Fantasia. Autores do gênero estarão na cidade para conversar sobre os livros que movimentam o atual mercado editorial e conquistam os jovens, trazendo para o público da região um novo panorama sobre o assunto.

O evento acontecerá na unidade do SESC da cidade, e contará com atividades culturais, palestras, bate-papos literários e estandes com vendas de livros, todos abertos para o público.

Venha participar e conhecer os mundos fantásticos que existem dentro de nossas fronteiras!

postsegundo

Confira nossa programação completa e quem são os autores convidados acessando:

FANTASYLINE – Programação

Confirme sua presença no evento e saiba das novidades pela nossa fanpage!

ENQUETE – Maratona Estúdio Ghibli

MaratonaGhibleEsquina

Vote no filme que você quer ver na exibição extra do dia 23!

Saiba mais no nosso evento no Faebook o/

AUDIOCONTO – Resmungo de Senzala

digitalizar0004

A narração denota a estratificação social e peculiaridades da Escravatura no Brasil Colônia do século XIX. Com retoques poéticos por conter versos de Castro Alves, abolicionista ferrenho e maior nome entre os escritores brasileiros no tema. Este texto tem o propósito apenas de evocar cenários característicos desencadeantes dos sistemas socioeconômicos oriundos de autoridades representativas da Corte lusitana.

ELENCO:
Alexandre Kalfeld – Cezarino (capataz)
Antonio Moraes – Cel. Petronílio Abrante dos Guimarães (senhor de terras)
Christian Júan P. Militelli – Frederico Luiz (filho)
Dalva S. De São José – Lígia (governanta)
Juca Rodrigues – Genuíno (mulato nascido sob a Lei do Ventre Livre)
Lhaisa Andria – Hermengada Cristina (filha)
Mapê Carneiro – Nega Zefa (escrava e cozinheira da Casa Grande)
Omar Ellakkis – Tio Lindolfo (escritor irmão de D. Augusta)
Vera Vieira – Dona Augusta Linhares dos Guimarães (sinhá)
Narração – A. C. Carneiro

Ficha técnica:
Produção sonoplasta – Gravadora GR
Xilogravura – Ana Rita Dotto
Autora (letra e música) – Mapê Carneiro
Produção Gráfica – Kevin de A. Monteiro
Trilha sonora – compositores diversos de domínio público
Duração audioconto – 30m26s

Fundacão Biblioteca Nacional – EDA
Registro Nº 357.406

COMPRAR pelo PagSeguro ou fale conosco!

Foz 100 Anos: Meus Parabéns!

Autor:  José Alexandre de Oliveira – Tio Bahia

0139yy1

Aqui vão os meus sinceros votos, parabenizar esta maravilha que é Foz do Iguaçu, minha e de quem quiser. Os teus braços estão abertos para quem chegar, tu estas aí para acolher e lhe dar oportunidades de evoluir.

Não importa língua, costumes, raça, cor ou religião. Todos sejam bem-vindos!

Eu sou um imigrante, tomei de tua água e me radiquei, daqui não saio mais. Acostumei com o teu povo, por ti fui acolhido, levei o teu nome aos quatros cantos do mundo, ajudando a construir o maior monumento feito pelas mão do homem: a Itaipu, um dos cartões postais mais visitados.

 Me orgulho de você, Foz do Iguaçu, pela beleza que tu tens. Itaipu, Cataratas, Parque Nacional, as duas pontes, Amizade e Fraternidade unindo Brasil, Paraguai e Argentina. Falamos quase a mesma língua, tudo esta incluído no seu cartão de visita. O marco das Três Fronteiras, apesar de quase abandonado, faz parte do teu rol. Só a palmeira do Tri já não se fala mais, o destino assim quis.

Hoje sou um velho barrageiro que está por ali, ruminando o passado e vendo o teu futuro, o teu progresso sem olhar pra trás. Assim tu vais para a frente de olho no futuro. Por isso, eu te parabenizo dizendo–lhe meus parabéns! Que as brisas das águas da Itaipu e das Cataratas formem um lindo Arco-íris, um elo colorido trazendo paz e prosperidade para todos os teus habitantes.

Parabéns! E que venha o progresso e sinceridade aos governantes, assim como aos olhos do mundo não deixem de te olhar.

Foz do Iguaçu 06 de Junho de 2014

11 anos da ALEFI

Alefi comemora 11 anos com festa e lançamento de 6 livros

Neste mês, a Academia de Letras de Foz do Iguaçu comemora 11 anos. Para marcar a data, será promovida uma festa em comemoração ao dia de fundação da entidade, 13 de junho. Em paralelo, na mesma noite, ainda haverá o lançamento de 6 livros, todos de escritores da cidade. Aos interessados em prestigiar o evento, este será realizado no dia 13 de junho, às 19h30, na sede da Alefi.

Lançamento de livros

Raul Gonzales lançará o livro Frases e Pensamentos do Raul.
Mapê Carneiro é a autora do livro de poesias Raias da Alma.
Também na linha de poemas, Marisete Zanon lançará o livro ConfessionariuM.
Lhaisa Andria, presidente da Alefi, apresentará o Almakia II – Além dos Segredos, do gênero literatura fantástica.
Luiz Henrique lançará seu livro O Amor Remove Caninos e Outras Histórias.
Por fim, Nilton Bobato lançará o romance A sorte não sorriu para César Rondicatto.

Captura de Tela 2014-06-03 às 10.57.11Serviço
Festa em comemoração aos 11 anos da Alefi
Local: nova sede da Alefi
Horário: 19h30
Endereço: Rua Minas Gerais (Esquina com a Rui Barbosa), 333 – Vila Maracanã

Confirme sua presença no evento!

——

Nova Sede

Depois de anos de trabalho itinerante, finalmente a ALEFI vai poder contar com uma sede com estrutura para a realização de suas atividades. Em parceria com mais duas entidades, a ACAPI – Associação Cultural dos Artistas Plásticos de Foz do Iguaçu – e a Associação da Companhia Teatro Amadeus, a cidade agora poderá contar com um novo local para oficinas culturais, apresentações teatrais e exposições e encontros literários. Ainda, finalmente os escritores locais poderão contar com uma biblioteca permanente, repleta de obras de autores locais, regionais e nacionais. O espaço ainda está em construção para que as atividades possam ser realizadas, mas logo poderá anunciar a sua programação cultural!

 

Nova Diretoria

O dia do aniversário da ALEFI também é o momento de renovação na composição da sua diretoria. Para o novo biênio, Alexandre Souza, escritor e artista plástico, assumirá a presidência, e Lhaisa Andria assumirá como vice. A nova composição diretora terá como missão continuar com o trabalho realizado pelo Ponto de Cultura Uma Cidade Literária bem como iniciar a nova fase da entidade, atuando agora com uma sede estruturada com para suas atividades culturais.

 

Confira mais informações sobre algumas das obras lançadas:

Almakia II – Além dos Segredos

Sinopse:
Após perderem uma importante aliada e serem abandonados pelo seu líder, os Dragões de Almakia perdem também seus títulos e enfrentam a realidade de não serem mais bem-vindos no Domínio onde nasceram. Sem escolha, eles ajudam Garo-lin na missão de proteger os vilashis e continuar o trabalho começado por Kandara. Indo além dos Segredos, eles encontrarão muito mais do que amigos e inimigos. Nessa jornada, passado e presente precisam se unir para que os Dragões possam novamente ditar o futuro de Almakia.

Booktrailer

Sobre a obra:

A perda dos títulos dos Dragões foi um golpe inesperado, tanto para Almakia quanto para os vilashis, que receberam a culpa pelo acontecido. Porém, ao contrário do que os almakins pensam, os herdeiros das Grandes Famílias não dependem de altos patamares na Sociedade Almaki para serem o que realmente são. Assim, com o apoio dos que para ela continuam sendo os verdadeiros Dragões, Garo-lin passa a proteger os seus contra a ira dos poderosos do Domínio.

Enquanto isso, em Kodo, uma recompensa é oferecia ao submundo do porto para quem capturar uma fugitiva e um ladrão quer tentar a sorte em Almakia. Quando essas duas situações se encontram, é dado o início para que todos os pedaços do que fora quebrado se reúnam, para que uma luz seja descoberta e para que que está escondido além dos Segredos seja revelado.

Extras:

O livro foi lançando nacionalmente da III Odisseia de Literatura Fantástica, em Porto Alegre, RS, no dia 12 de abril.

A autora prevê ainda mais 2 livros para encerrar o arco dessa história e não descarta a possibilidade de outras histórias que usem o mesmo cenário fantástico criado por ela.

Mais informações no site: http://almakia.com.br/

E novidades na fanpage: https://www.facebook.com/Almakia

 A autora:

Catarinense de certidão e paranaense com orgulho, Lhaisa Andria nasceu em Xanxerê e cresceu em Foz do Iguaçu. Desde cedo se encantando com mundos fantásticos, não demorou em descobrir as fanfics e aprimorar suas formas de escrever nesse universo de possibilidades. Junto com amigas durante a escola, criou o grupo de escritoras LAP, ativo há mais de 10 anos, onde produz textos e desenhos relacionados aos seus interesses. Licenciada em Letras, atualmente é redatora da Trafor Agência de Comunicação e faz parte de ALEFI (Academia de Letras de Foz do Iguaçu).

 A Sorte não sorriu para César Rondicatto

O autor escolheu a cidade para o cenário do seu primeiro romance, onde as histórias dos personagens se entrelaçam em uma narrativa contemporânea e surpreendente.

O escritor, Nilton Bobato, volta à cena literária paranaense. O autor lança no próximo dia 21 as 19h30, em Foz do Iguaçu, na sede da Aliança Francesa, o primeiro romance ” A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto”. O sétimo livro do escritor tem como pano de fundo a Tríplice Fronteira e uma narrativa contemporânea.

O livro é considerado um desafio para o autor. ” A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto” foi escrito em passos lentos, como pequenos poemas e contos, especialidades de Nilton Bobato. Elaborado em 2007, o romance passou por três versões antes de ser lançado pela editora Redes.

A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto é fruto de uma teimosia. Venderam-me a ideia de que era impossível escrever um romance aos pedaços. Essa tese me impedia, supostamente, de escrever. Resolvi desafiá-la já que não tinha tempo para escrevê-lo numa “tacada só”, explica.

Apresentação

A multicultural Foz do Iguaçu, na fronteira com Paraguai e Argentina, é o local que Nilton Bobato escolheu para cenário deste romance. As histórias dos personagens se encontram, cada com seus dramas e escolhas, definindo o destino deles até um julgamento.A narrativa em primeira pessoa, com quatro narradores e os fatos ocorridos com três amigos e um prisioneiro constroem a estrutura de um enredo que envolve os dramas pessoais de um autor que procura um tema para um livro, dois amigos e o julgamento de um prisioneiro acusado de matar um traficante.
“É uma obra literária, com as angústias de cada personagem, os dramas da vida contemporânea, mas é ficção, que poderia ser real”, diz Bobato, salientando que não mistura militância política com literatura. “O que procuro fazer na literatura é literatura, e gostaria que a obra fosse julgada assim”.

Capa

Mantendo uma tradição promovida pelo autor, a capa do livro homenageia um artista plástico local. Os seus livros anteriores também homenagearam artistas locais. Desta vez a escolhida é uma obra da artista plástica e poeta iguaçuense, Ana Rita Dotto. Com o título Urbanidade, a obra integra uma série da artista pintada em 2001 e foi escolhida por representar as características da obra literária]; uma aventura urbana.

Biografia

Nilton Bobato reside em Foz do Iguaçu desde 1980.  É professor de Língua Portuguesa, mas está licenciado para exercer o segundo mandato de vereador pelo PC do B. Bobato também integra o Conselho Estadual de Cultura e é voz presente no debate sobre a literatura no Paraná e no Brasil, já que representou a literatura no Conselho Nacional de Política Cultural até 2012. Nilton Bobato é membro da Academia de Letras de Foz do Iguaçu – ALEFI e autor de Risos da Fronteira (2003), Prato Feito (2005), Prosa de Sacada (2005), Sobremesa (2008), Um Brinde a Três Amigos (2010) e Prosa de Estrada (2011).

Rais da Alma

Parte do Prefácio:

Escolher o nome de um filho que vai nascer, que responsabilidade! O título de um livro também… É que escrever livros é como gerar filhos! “Raias da Alma” é uma bela designação da obra escrita por Maria da Penha Beiriz D’Azevedo Carneiro.

São uma centena e meia de poemas, versos brancos e rimados, belos sonetos, citações oportunas, linguagem apurada, reflexão filosóficas, mas em cada linha percebe-se a grande sensibilidade da autora. Mapê Carneiro, como parece que prefere como nome artístico, no seus raciocínios revela, como no caso dos dedos do gigante, a grandeza da alma, a longa experiência da vida e acendrado amor ao conhecimento.

Rubens Nogueira.

Mapê Carneiro (Maria da Penha Beiriz D’Azevedo Carneiro), nasceu em João Pessoa em 03/08/1943 e começou a escrever quando ainda era adolescente.  Estudou Geografia na Universidade Federal da Paraíba. Casada com o Administrador Antonio Carlos carneiro, tem 3 filhos e 6 netos. Residiu em diversas cidades brasileiras, antes de se radicar em Foz do Iguaçu, procedente do Rio de Janeiro. Dotada de sensibilidade às letras, uma herança de sua tia poetisa e professora, Anayade Beiriz, intelectual vanguardista paraibana, dos anos 20, Mapê participou de vários eventos culturais e oficinas literárias atuando, também, como revisora de textos, compositora de peças teatrais e músicas gospel. Como integrante da Academia de Letras de Foz do Iguaçu, teve participação em duas antologias e vem aprofundando seus conhecimentos e vivencias na busca contínua do estético e da inovação.

Lançamento do livro “A Sorte não Sorriu para César Rondicatto”

Nilton Bobato lança novo livro em Foz

convite lançamento a orte não sorriu para césar rondicatto

O autor escolheu a cidade para o cenário do seu primeiro romance, onde as histórias dos personagens se entrelaçam em uma narrativa contemporânea e surpreendente.

O escritor, Nilton Bobato, volta à cena literária paranaense. O autor lança no próximo dia 21 as 19h30, em Foz do Iguaçu, na sede da Aliança Francesa, o primeiro romance ” A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto”. O sétimo livro do escritor tem como pano de fundo a Tríplice Fronteira e uma narrativa contemporânea.

O livro é considerado um desafio para o autor. ” A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto” foi escrito em passos lentos, como pequenos poemas e contos, especialidades de Nilton Bobato. Elaborado em 2007, o romance passou por três versões antes de ser lançado pela editora Redes.

A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto é fruto de uma teimosia. Venderam-me a ideia de que era impossível escrever um romance aos pedaços. Essa tese me impedia, supostamente, de escrever. Resolvi desafiá-la já que não tinha tempo para escrevê-lo numa “tacada só”, explica.

Está programado o lançamento do livro em outras sete cidades paranaenses. Em abril, Nilton Bobato estará em Ponta Grossa (dia 03), Curitiba (dia 04), Toledo (dia 11), Cascavel (dia 12) e Campo Mourão (dia 15). Em maio está previsto o lançamento em Londrina (dia 16) e Maringá (dia 17).

Apresentação
A multicultural Foz do Iguaçu, na fronteira com Paraguai e Argentina, é o local que Nilton Bobato escolheu para cenário deste romance. As histórias dos personagens se encontram, cada com seus dramas e escolhas, definindo o destino deles até um julgamento.A narrativa em primeira pessoa, com quatro narradores e os fatos ocorridos com três amigos e um prisioneiro constroem a estrutura de um enredo que envolve os dramas pessoais de um autor que procura um tema para um livro, dois amigos e o julgamento de um prisioneiro acusado de matar um traficante.
“É uma obra literária, com as angústias de cada personagem, os dramas da vida contemporânea, mas é ficção, que poderia ser real”, diz Bobato, salientando que não mistura militância política com literatura. “O que procuro fazer na literatura é literatura, e gostaria que a obra fosse julgada assim”.

Capa

Mantendo uma tradição promovida pelo autor, a capa do livro homenageia um artista plástico local. Os seus livros anteriores também homenagearam artistas locais. Desta vez a escolhida é uma obra da artista plástica e poeta iguaçuense, Ana Rita Dotto. Com o título Urbanidade, a obra integra uma série da artista pintada em 2001 e foi escolhida por representar as características da obra literária]; uma aventura urbana. 

Biografia

Nilton Bobato reside em Foz do Iguaçu desde 1980.  É professor de Língua Portuguesa, mas está licenciado para exercer o segundo mandato de vereador pelo PC do B. Bobato também integra o Conselho Estadual de Cultura e é voz presente no debate sobre a literatura no Paraná e no Brasil, já que representou a literatura no Conselho Nacional de Política Cultural até 2012. Nilton Bobato é membro da Academia de Letras de Foz do Iguaçu – ALEFI e autor de Risos da Fronteira (2003), Prato Feito (2005), Prosa de Sacada (2005), Sobremesa (2008), Um Brinde a Três Amigos (2010) e Prosa de Estrada (2011).

Serviço:
Livro: A Sorte Não Sorriu para César Rondicatto
Editora Redes
Obra Capa: Urbanidade I (2001) – Ana Rita Dotto
208 páginas
Fotos: Christian Rizzi
Revisão: Waldson Dias